22 de abr de 2010

Como o cristianismo se eterniza

A religião que talvez seja a mais duradoura do planeta é o cristianismo. São mais de dois mil anos e ela continua firme, embora não tão poderosa quanto já foi no passado. Suas regras ainda ditam o comportamento (ou pelo menos tentam) de milhões de pessoas, nas mais diversas profissões. Mas qual foi a fórmula para que tal religião durasse tanto? São três preceitos dela apenas, capazes de manter o cristianismo por mais dois mil anos.

Duvidar é pecado

O mero ato de duvidar da existência de Deus é ensinado como um pecado mortal. Assim tenta-se evitar que os fiéis pensem por si sós, encontrem os inúmeros buracos da Bíblia e acreditem nos avanços da ciência que desmentem por completo a existência de um ser superior e a fábula da criação do mundo. Lembro da época em que estudei numa escola evangélica. As professoras consideravam os filósofos e cientistas como meros ateus, como se não houvessem contribuído imensamente para o mundo desenvolvido que temos hoje, com comunicação global em alta velocidade e novas técnicas de medicina por exemplo. Até convenciam os alunos a não se tornarem nenhum dos dois profissionais, como se não tivessem valor algum. Já vi cristãos tão cegos que não aceitavam os argumentos mais sólidos e desprezavam as teorias do Big Bang e a evolucionista, os fósseis de dinossauros e de outros animais primitivos, como artifícios do Diabo para tirá-los do caminho da salvação. E assim chegamos ao segundo ponto do post.

Recompensa e castigo

Só isso não garantiria a perenidade do cristianismo. Só com isso os fiéis não teriam motivos pra seguir as leis presentes na Bíblia. Mas algo chamado sistema de recompensa e castigo, que já existia no judaísmo e foi incorporada ao cristianismo por Paulo. Acredite e vá para o Céu, do contrário, vá para o suplício eterno, o inferno. Padres e pastores aterrorizam os fiéis a tal ponto que por vezes falam mais do Diabo do que de Deus em si. A maioria dos cristãos evita pecar não para ir ao céu, mas para não fazer uma viagem sem volta ao inferno, ou ao purgatório, ou ainda ao Juízo Final (2012, amigos). Eles são presos pelo medo. Tanto que as descrições do Apocalipse e do Inferno são muito mais vívidas do que as descrições do reino dos céus. O pecado condena e a única forma de se salvar é pela Igreja ( ou pelo, culto, caso queira). Assim chegamos ao terceiro ponto.

Confissão

Para se livrar do peso condenatório dos pecados se arrepender não basta. É preciso se confessar diretamente com um sacerdote, que lhe aplica uma penitência. Isso inclui ter que ir à missa pelo menos uma vez por semana e pagar o dízimo. Sem isso, a salvação não vem. Deste modo, fecha-se o ciclo. 

2 comentários:

  1. Enquanto a ignorância existir, o cristianismo existirá. Isso vale para outras religiões também!

    ## Duvidar é pecado ##

    Eu lembro da minha prima falando:

    - Eu tive aula de Filosofia na escola. O professor ensina um monte de mentiras lá. Não esculta ele.

    A aula de filosofia foi uma das mais legais que eu tive, mesmo com um professor meio pirado. Ele, é claro, não acreditava em Deus.

    Era muito engraçada a aula.

    - Professor, você acredita em Deus.
    - Não.

    O pessoal ficava revoltado! hauhauhauha

    Tive um professor de História no cursinho muito bom também.

    Ambos me mostraram a verdade! #NoGod


    ## Recompensa e castigo ##

    Foi a partir disso que eu comecei a duvidar do que eles me ensinavam.

    Uma vez eu perguntei:

    - Pai, uma senhora que passou a vida inteira a ajudar as pessoas, mas não acreditava em Deus vai para o inferno?

    - Vai.

    Isso só pode ser uma piada! Que Deus é esse?
    //Eu não disse isso pro meu pai!



    ## Confissão ##

    Nunca fiz essa palhaçada!

    ResponderExcluir
  2. Anônimo8:57 PM

    A verdade é: acredita quem quer, eu mesmo acredito em Deus. a religião pra mim, é como partido político, na verdade existem pouquíssimas pessoas entendidas na igreja, só falam que você não pode duvidar, mas hoje em dia, o que não se torna fato, não é creditado.

    ResponderExcluir