15 de jul de 2010

Ideal de felicidade

Um lugar calmo, onde o máximo de barulho sejam passarinhos cantando e um carro ou outro atravessando as ruas preguiçosamente. Um clima frio, chuvoso, fresco. Uma casa espaçosa, com inúmeros quartos e que se conservasse sempre limpa, mesmo que eu nunca a limpasse.

Passar o resto dos meus dias lendo livros e HQs, assistindo filmes, dormindo (uma das melhores coisas da vida!). Trabalhar convencionalmente nunca mais! Eu ganharia a vida apenas escrevendo meus livros detonados. Não precisava nem virar uma celebridade com ele, ficar rico ou ver minha obra transposta para o cinema. Já bastava ter o suficiente pra viver confortavelmente e sem maiores preocupações.

Também não abandonaria os blogs, até porque não estaria escrevendo isto tudo aqui se eles não fossem um dos meus hobbys. Também ainda tem a revista do NSN (ainda não posso falar o nome por causa de uma cláusula no contrato), a qual anda prometendo. Mas o certo é o futuro é incerto (eu sei, essa frase ficou horrível). nada acontece exatamente como queremos. Se não todos seriam ricos e todas as seleções venceriam a Copa. E certamente o mundo não teria metade da graça que tem.

E vocês? Têm algum ideal de felicidade?

3 comentários:

  1. Prefiro ser feliz por acaso. Deixo essa responsabilidade nas mãos da própria felicidade e ela comparece sempre que possível. No fundo sou feliz.

    ResponderExcluir
  2. Dizem que sou louco
    Por pensar assim
    Se sou muito louco
    Por eu ser feliz
    Mas louco é quem me diz!
    E não é feliz!
    Não é feliz...

    ResponderExcluir
  3. Assino embaixo. Murilo, Josi e Chaves já disseram tudo.

    Abração e Positivas Vibrações
    Gabriel Dread
    Obs: acho que um bom encaminhamento desta discussão seria: como vamos atingir esta utopia? Quais os caminhos possíveis para materializar o nosso paraíso perfeito em uma Terra cheia de imperfeições?

    ResponderExcluir