24 de out de 2009

Votar, eu?



Não existe nada que eu odeie mais do que quando um político me pede voto e ainda fica esperando uma confirmação. Eu sempre digo um educado: Vou pensar. Vou pensar é no domingo que vou perder ano que vem por causa das eleições. Incrível como lutamos por um direito e hoje o renegamos. Resultado da nossa decepção pelos nossos políticos. Se o candidato me desse algum dinheiro eu ainda podia jurar que votaria nele, decorando o bem o número pra não votar de forma alguma.
O problema é que minha consciência pesa. Prefiro votar nulo a ter que conviver com a lembrança de que ajudei a eleger um corrupto. E o pior é que as pessoas também sabem disso, que estão elegendo ladrões. Mas já estão tão resignados à ideia de que político rouba que não se importam mais.



           Como estou sem ideias para acabar o texto vou deixar aqui a frase de um cara, não me recordo quem (se você souber por favor ponha nos comentários o nome): Tudo o que você fizer será inútil, mas é necessário fazer a sua parte. Pra não se sentir um palhaço depois.


Um comentário:

  1. desculpa o sumiço em comentarios não andei bem, mas to aí me empurrando. eu nunca mais vou votar nenhum politico presta.

    ResponderExcluir