21 de out de 2009

Eu tenho cara de bandido?



Às vezes eu me olho bem no espelho para ver se tenho cara de bandido. E sempre concluo que não. Mas as outras pessoas devem discordar. Sempre que alguma garota me vê acelera o passo, as mães mudam de calçada com seus filhos como se eu comesse criancinhas no café da manhã. Mas o duro mesmo é quando algum ladrão tenta me assaltar:
- Passa a grana ou eu te dou um papoco na sua cabeça. Ei, acho que eu te conheço de algum lugar. Você não é aquele maluco que meteu o terror lá no morro? É sim, tô te reconhecendo. Me desculpe, eu não vi era você, me deixe vivo. POR FAVOR!
Incomodam também as batidas policiais. Passa uma viatura e os caras descem pra me da um baculejo. Todo dia isso. Se invento correr de pela manhã eles pensam que estou fugindo deles. Ou tenho cara de bandido ou eles gostam de fica me alisando.
             Então se você quer ganhar uma moral com os amigos andando com um bandido de alta periculosidade ou se é uma mulher que tem fantasias com ex-presidiários eu estou disponível. Já mandei até um currículo para o Fernando Meireles caso ele decida fazer Cidade de Deus 2.

Nenhum comentário:

Postar um comentário