6 de set de 2009

As melhores tirinhas da história

Imagine uma época em que ainda não havia internet residencial. A única chance de um aspirante a cartunista era a de publicar seus desenhos em algum jornal. Ainda assim precisaria de muito talento, esforço e sorte para não ser rejeitado pelos leitores e daí ser cancelado. Se as tirinhas fizessem sucesso espalhariam-se por diversos jornais pelo país e até pelo mundo. Os cartunistas consagrados hoje tiveram que passar por todas essas etapas até obterem a merecida glória.
Sim, era difícil se destacar entre os demais. Mais difícil ainda era manter a popularidade de suas obras por longos anos, sem perder o apelo e a graça. São dentre essas obras, fontes inesgotáveis de piadas geniais e sátiras à sociedade, que quero destacar as melhores, por fama e gosto pessoal. Em breve farei a lista das melhores tiras modernas, que se popularizaram graças à internet.









Turma da Mônica: Pouca gente sabe, mas antes de ter uns duzentos gibis nas bancas e livrarias, parque de diversões, gelatina e o escambau Turma da Mônica se iniciou como uma despretensiosa tirinha do Bidu. Com o passar do tempo foram surgindo outros personagens, todas inspiradas em pessoas conhecidas do autor Maurício de Sousa, e que se tornaram verdadeiros ícones das crianças de todo país. Contudo, os traços principais de tão marcantes figuras ficaram prejudicadas depois que se lançou o mangá Turma da Mônica Jovem numa tentativa de recuperar os leitores que abandonaram esse tipo de quadrinho depois de crescidos. Neste gibi a turma aparece na adolescência, uma idéia até que interessante, mas que não obteve o êxito esperado devido a mudanças na caracterização dos personagens. Um exemplo disso é o Cascão, que passou a tomar banho.

Hagar: Criada por Dik Browne Hagar faz humor contando o cotidiano de uma família viking, suas brigas, a forma como os pais educam os filhos, como levam a vida, etc. Partindo de um pressuposto inédito até então Dik traça paralelos com a vida moderna, ironizando-a.
Hagar continua famoso e bastante lido, mas é raro encontrar produtos licenciados da marca e sequer um filme ou desenho animado foram feitos inspirados na obra. Vai ver é muito intelectual.









Mafalda: Um raro caso de tira argentina de sucesso mundial. Mafalda e seus colegas de escola vivenciam problemas que se reportam ao mundo adulto, gerando comentários pertinentes à realidade latino-americana. Guerra, fome e violência foram alguns dos temas tratados, sensibilizando muita gente. Quino, cartunista mundialmente conhecido e gênio por trás da obra, sabia como poucos que o humor é uma excelente forma de protesto e conscientização de problemas sociais e políticos.

Peanuts: De Charles Schulz. Uma das mais famosas tirinhas americanas, com uma simpática galeria de personagens infantis, em especial Charlie Brown, além do Snoopy, um cachorro mais inteligente que o Théo Becker  muita gente que eu conheço. A angústia e o sentimento de frustração de Charlie Brown marcaram época. Hoje, Charles Schulz é um dos defuntos que mais geram fortunas.









Garfield: Um dos maiores fenômenos do mundo globalizado Garfield se consagrou como um dos símbolos dos anos 80. Hoje, mesmo passado esse pico de popularidade, a tirinha mantém seu posto como a mais publicada e lida do mundo. Sai em cerca de 2500 veículos em 111 países, contabilizando algo como 260 milhões de leitores, e gera fortunas em produtos licenciados. Garfield é de tal influência até hoje que não há tirinha de gatos que não se inspire nele.

Calvin: Não existe melhor tirinha do que a do Calvin, de Bill Waterson. O personagem-título é um garotinho rebelde que tem como melhor amigo um simpático tigre de pelúcia. Dono de uma imaginação enorme Calvin acredita que seus pais são alienígenas impostores que o torturam obrigando a comer verduras e ir à escola. Poucas tirinhas conseguem passar mensagens tão profundas sem deixar o humor de lado no processo. Calvin conseguiu, indo além das piadas, coisa rara de se ver nesse meio.

E aí? Esqueci de algum?

4 comentários:

  1. pior cara antes a divulgação era bem mais dificil mas tbm tinha sua facilidade porque hoje em dia tem mto de tudo por aí rsrrsrs então antigamente sucesso e sorte bastanvam já hoje o sucesso pode ser editado eletronicamente então dá lhe sorte

    ResponderExcluir
  2. Anônimo2:16 PM

    passa o site oficial de cada um pra gente!!!

    ResponderExcluir
  3. Anônimo9:57 PM

    faltou o recruta zero

    ResponderExcluir